sábado, 12 de janeiro de 2013

Imagens que Criamos



 
Criamos imagens constantemente e nessa criação gastamos energias.  Os nossos sentimentos são forças sublimadas e elas nos confortam ou nos perseguem de conformidade com o seu teor vibratório.  Os pensamentos criam ideias e as ideias, figuras que nos levam a realizações em algum espaço de tempo.  A nossa mente precisa se educar, e o maior educador dela é o Cristo, que nos deixou o Evangelho como código divino, nos favorecendo todos os meios do aprimoramento espiritual, capazes de nos libertar do enredo das sombras.  É muito sutil a infiltração de ideias alheias em nossa mente; e se não tivermos o cuidado suficiente, assimilamo-las pensando que são nossa criação e, ainda mais, que são todas boas.

O trabalho de vigiar e orar deverá ser permanente, porque as tentações são permanentes também.  É uma verdadeira batalha que travamos com nós mesmos e passará muito tempo até que a guerra cesse, porque o mal já se organizou e o bem está por fazer.  Compete a cada criatura despertada para o amor, operar com Jesus no coração, certificando-se de que com Ele venceremos todas as dificuldades na auto-educação.  Quem se entregar ao bem e não esmorecer nos caminhos, receberá a glória da tranquilidade da consciência que não se perturba com nada.  Se já deste um passo, meu filho, no aprimoramento espiritual, dá outro; se já deste dois, avança mais, e se já avançaste, não pares.  Alguém, em nome do Soberano Senhor, se encontra à tua frente dando-te a mão.  Faze a tua parte, que Ele não deixa de te ajudar.  Verifica as ideias que estás criando; a responsabilidade é tua.  Dá vazão aos teus pensamentos de alegria e de amor, que essas imagens proteger-te-ão e sobrarão para a tua fala somente assuntos de luz.

O mundo passa por terríveis problemas, por faltarem na mente dos homens pensamentos puros, por faltarem ideias nobres.  As imagens que povoam a Terra são de terror, de tristezas e de ódio.  Esse é o plantio, e os semeadores deverão colher o que plantaram, porém, a misericórdia é muito grande e Deus enviou o Consolador que também instrui, por amor às Suas criaturas.  Ele veio nos ensinar como devemos criar ideias na formação de imagens elevadas e desatar os nossos sentimentos que se encontram presos na escuridão que sombreou a Terra acalentada pelo orgulho e o egoísmo.  Mas, o Evangelho apareceu nos horizontes da vida humana, com o poder de libertação, porque veio com a verdade.  Confiemos nele e apliquemos seus ensinamentos na vida diária, que logo encontraremos a paz, consubstanciada em amor, e a caridade, na feição divina do bem comum.

O apego às coisas materiais nos prende à usura, fazendo desaparecer de nós a bondade e a esperança.  Criemos imagens puras todos os momentos, que a pureza invadirá nossos corações com o ambiente do céu de Deus e a alegria de Jesus.


Pelo Espírito:  Miramez
Psicografia de:  João Nunes Maia
Livro:  Força Soberana
5ª Edição 2002 – Editora Espírita Fonte Viva
Páginas:  127 até 130 - Belo Horizonte – 1986

Nenhum comentário: