quarta-feira, 2 de janeiro de 2013

Participação Especial

Estamos constantemente em plena comunicação espiritual com os nossos semelhantes.  Queiram saber os encarnados que a nossa influência é permanente com aqueles que sintonizamos.  Por lei de afinidade, atraímos o que somos.  Os nossos pensamentos convidam pensamentos idênticos para se ajuntarem a nós, na mesma sequência que idealizamos.  Eis porque devemos exercitar todos os dias novas mudanças, na melhoria das nossas condições espirituais.  A cada dia em que nos modificamos para melhor, mudam-se as nossas companhias espirituais.  Vivemos na faixa que nos nossos sentimentos indicarem.  A Doutrina Espírita nos chama para a reforma moral em todas as suas páginas de alto entendimento evangélico e é nessas modificações que ganhamos a tranqüilidade consciencial e passamos a sentir a necessidade de fazer o melhor para o nosso próximo.

Esforcemo-nos para entrar em comunhão com a vida superior na sua dinâmica de alegria pura, na sua feição da caridade sem violência e na sua fraternidade que nos conduz ao amor.  Devemos sempre participar das conversações elevadas e não dar ouvidos aos assuntos menos dignos, que nos podem levar à decadência moral.  Já analisaste o que te encontras pensando?  Já observaste as tuas ideias mais íntimas?  Já colocaste os teus ouvidos de atalaia para ouvires bem o que falas?  Se não, começa hoje esse trabalho contigo mesmo, e se houver algo errado, passa a consertar.  Modifica teus modos, esquece os erros alheios e lembra-te das virtudes dos teus companheiros.  Não menciones fatos destrutivos, mas procura lembrar dos acontecimentos elevados que possam trazer, para quem te ouve, a esperança, a fé e a paz espiritual.  Acompanha os movimentos de fraternidade coletiva e de tua ajuda como força do exemplo, para que o mundo não se demore muito mais nas condições inferiores.  O paraíso muito falado depende, de certa forma, da tua participação, do teu comportamento.

Comunga com as boas ideias, que elas crescerão avançando no tempo e dominando o espaço.  Se não tiveres condições de alegrar os outros, faze isso contigo mesmo.  Há tantas coisas boas para se fazer!  Procura algumas delas.  Vale a pena gastar energia para solidificar o bem em nossos caminhos.  Se desejas morar em uma casa saudável, torna-a saudável; se desejas um ambiente de luz em torno de ti mesmo, deves iluminá-lo e a caridade é o melhor caminho, porém quando ela é feita com amor.

O espírito a tudo comanda e Deus, a todos nós.  Somos os co-construtores dos nossos destinos, e se nada fizermos em nosso favor, por intermédio dos outros, o que devemos esperar no futuro?  Se desejamos nos tornar livres, necessário se faz que conheçamos a verdade.  Ela é força de Deus a nos dar as mãos para a verdadeira emancipação espiritual.

Pelo Espírito:  Miramez
Psicografia de:  João Nunes Maia
Livro:  Força Soberana
5ª Edição 2002 – Editora Espírita Fonte Viva
Páginas:  107 até 110 - Belo Horizonte – 1986

Nenhum comentário: